Relógio de ponto cartográfico - É uma boa opção? 1 ano atrás

relógio de ponto cartográfico

O ponto cartográfico foi uma solução muito comum na última década. Até 2009, a legislação de controle de ponto era bastante aberta e muitas empresas optavam pelo relógio de ponto cartográfico. Neste ano, no entanto, uma legislação nova (Portaria 1510 do MTE), surgiu e passou a regular os Relógios Eletrônicos de Ponto (REPs), que ficaram mais prevalentes. A partir de 2011, uma nova portaria foi emitida (Portaria 373 do MTE) que flexibilizou ainda mais os sistemas de marcação de ponto permitindo o surgimento de sistemas de ponto online. O ponto cartográfico, no entanto, continuou existindo e ainda é uma opção para empresas que preferem registros em papel ao invés de online. Mas quais são as vantagens e desvantagens do ponto cartográfico? Ele realmente é mais barato? Para quais empresas ele é indicado? Para responder essas e outras perguntas, nós da mywork decidimos escrever este artigo.

Como funciona o relógio de ponto cartográfico?

O relógio de ponto cartográfico é um equipamento que consegue ler um cartão de ponto e fazer a marcação do ponto de forma correta. Cada funcionário possui o seu próprio cartão de ponto que tipicamente dura 1 mês. Ele ou ela pega o seu cartão de ponto e o insere no relógio de ponto cartográfico que imprimi o horário do ponto diretamente no cartão. É comum que haja uma chapeira de ponto presa a parede onde os cartões de ponto são depositados após a marcação.

O relógio de ponto cartográfico tem que estar conectado a uma tomada para funcionar. Ele vem também com um cartucho de tinta que tem de ser substituído de tempos em tempos. Alguns relógios de ponto cartográfico podem também vir com algumas funcionalidades extras como sirenes para indicar fim do expediente.

O cartão de ponto tem tipicamente espaço para a marcação da entrada e saída do trabalho, intervalo de alimentação e horas extras e outros adicionais. É importante ter sempre um estoque, pois, caso não haja, o funcionário não terá como fazer a sua marcação de ponto.

Ao final do mês, o responsável do departamento pessoal coleta todos esses cartões de ponto e faz o processamento manual das informações, em um processo que costuma demorar um tempo considerável e estar sujeito a erros.

Quanto custa um relógio de ponto cartográfico?

Um ponto cartográfico é uma opção que, de início, pode ser mais barata que relógios de ponto eletrônicos (que chegam a custar mais de R$2.000). O seu preço varia, mas tipicamente fica na faixa de R$400. O problema são seus custos acessórios como a aquisição dos cartões de ponto, cartuchos de tinta, manutenção e o custo de processamento das informações.

Em uma análise feita por nós da mywork, o relógio de ponto cartográfico ficou em 3º de um total de 4 em termos de custo por mês frente a outras alternativas de controle de ponto de funcionários. O seu custo por funcionário por mês era de cerca de R$13.

Relógio de ponto cartográfico precisa ser homologado?

Não. Como dito no parágrafo introdutório, o relógio de ponto cartográfico não precisa ser homologado pelo Ministério do Trabalho e Emprego pois esta regulação é aplicável apenas aos Relógios eletrônicos de ponto. Da mesma forma, os sistemas de ponto online são também dispensados de qualquer homologação. Se quiser ler mais sobre essas regulações, você pode ler o nosso artigo explicando a evolução da legislação de controle de ponto.

Para quem o relógio de ponto cartográfico é recomendado?

O relógio de ponto cartográfico foi uma solução boa no passado. Ele certamente é melhor que o livro de ponto, pois dificulta as fraudes e facilita um pouco o processamento das informações. Contudo, há hoje no mercado uma série de outras soluções que podem ser mais adequadas dependendo do tipo de empresa.

Caso a empresa tenha um relógio de ponto cartográfico sobrando, ele pode ser uma alternativa rápida para melhorar o controle de ponto.

Contudo, pequenas e médias empresas podem estudar a utilização de um sistema de controle de ponto online. Estes sistemas de ponto online não têm nenhum tipo de custo de instalação, o que já ajuda a empresa a poupar os R$400 que gastaria comprando um relógio de ponto cartográfico.

Um sistema de ponto online, seja por um ponto via web ou aplicativo de ponto online, podem ser implementados em poucos minutos e tem uma série de medidas de segurança que ajudam a evitar fraudes (como quando um funcionário bate o ponto por outro no caso do relógio de ponto cartográfico). Essas medidas de segurança tipicamente incluem geolocalização, rastreamento do IP, digital e senhas. É comum que ele também inclua lembretes e alertas para ajudar as pessoas a nunca esquecerem de bater seus pontos e os gestores sejam avisados caso algo de diferente tenha acontecido.

Além disso, um sistema de ponto online já faz tarefas de forma automática que são impossíveis em relógios de ponto cartográficos tradicionais. O próprio processamento das informações é automatizado e os dados podem ser enviados diretamente para o contador. Horas extras, Banco de Horas, Adicionais noturnos, tudo isso já é calculado de forma automática. Os próprios funcionários têm acesso a essas informações de forma fácil e rápida.

Por fim, um sistema de ponto online grava os pontos de forma permanente. Ou seja, é impossível perdê-lo ou ter problemas com rasuras. Os pontos e todas as informações como relatórios ficam gravados na nuvem para serem acessadas de onde for necessário, o que é muito importante dado que há uma dezena de documentos de departamento pessoal que precisam ser guardados por décadas, incluindo a folha de ponto.

Estes sistemas costumam cobrar uma mensalidade por usuário, o que acaba sendo bastante previsível e mais justo pois efetivamente custa mais caro para empresas maiores e mais barato para empresas menores.

Como faço para testar o sistema de ponto online?

Nós da mywork oferecemos um teste grátis do nosso sistema de ponto online. Basta acessar este link e criar uma conta e sair usando. Caso você queira tirar algumas dúvidas, você pode também deixar o seu contato na nossa página que um de nossos representantes entrará em contato.

Nenhum comentário em Relógio de ponto cartográfico – É uma boa opção?

Deixe uma resposta