GAMIFICAÇÃO NA EMPRESA 5 meses atrás

Adotar a estratégia de gamificação na empresa é uma das soluções que estão sendo implementadas em várias corporações para melhorar o desempenho geral das atividades. 

Sabemos que manter os colaboradores focados e, ao mesmo tempo, entretidos durante o dia a dia é um desafio enfrentado por muitos gestores e departamentos responsáveis pelas ações de endomarketing das empresas. Pensando nisso, a mywork elaborou esse artigo trazendo os principais conceitos da estratégia de gamificação, suas vantagens e dicas de como implementá-la de maneira efetiva na sua empresa. Vamos lá?

Conceito de gamificação

Antes de tudo, precisamos entender o que não é a gamificação para empresas. Não se trata de uma técnica de entretenimento no trabalho. Ou seja, não podemos pensar que aplicar a gamificação na empresa será o equivalente a permitir que os funcionários joguem jogos de tabuleiro ou virtuais.

A palavra “gamificação” tem origem do inglês Gamification e trata-se da implementação de elementos e princípios de jogos para proporcionar uma experiência de aprendizagem, treinamento para funcionários ou trabalho mais eficiente, envolvente e recompensadora. Em outras palavras, trata-se do uso de técnicas de jogos para cativar as pessoas através de desafios constantes e bonificações.

De modo geral, a implementação da gamificação na empresa é uma tendência no mundo corporativo, já que a técnica é ideal para despertar os sensos de competitividade e cooperação nos indivíduos, além de contribuir muito para a sensação de realização.

Objetivos da gamificação

Como mencionado, a gamificação pode ser implementada em vários contextos, inclusive no organizacional. Esse modelo é procurado, geralmente pelos gestores que desejam garantir que as atividades das equipes estão sendo realizadas de maneira correta e eficiente, bem como motivá-las a sempre melhorar os resultados. 

O principal objetivo ao se implementar a gamificação na empresa é qualificar e despertar o interesse dos colaboradores nas atividades que devem ser realizadas, melhorando o desempenho todos. Ao se depararem com a gamificação na empresa, os colaboradores são desafiados a melhorar a execução de suas tarefas e, consequentemente, o quadro geral dos negócios.

Como funciona a gamificação na empresa?

Muitas empresas já entendem que para manter os funcionários focados e motivados é preciso implementar métodos de incentivo mais envolventes e até mesmo mais lúdicos.

As estratégias de gamificação na empresa devem levar em conta a necessidade de incentivo de cada equipe e os objetivos principais que cada time deve atingir, portanto, não há receita exata. No entanto, a mywork elaborou um passo a passo básico para quem pensa em implementar a estratégia de gamificação na empresa.

1- Identificar o problema: antes de pensar em como aplicar a gamificação, deve-se entender por quê ela será utilizada na empresa. Entrevistar os colaboradores e gestores para entender as necessidades das equipes em relação ao cotidiano de trabalho.

2- Definir os objetivos: depois de identificar os problemas, é importante definir quais são os resultados esperados após a aplicação da gamificação, ou seja, onde se quer chegar. Os objetivos podem variar entre melhorar o entendimento de um treinamento ou motivar uma equipe a bater suas metas. Essa etapa é importante para que seja possível avaliar se a ação foi bem implementada.

3- Entender seu público: entender as particularidades dos colaboradores que serão atingidos pela gamificação na empresa é essencial para definir qual é a melhor maneira de implementar as ações. De nada adianta aplicar uma estratégia de incentivo virtual se a equipe não tem acesso à meios digitais no dia a dia de trabalho, por exemplo.

4- Definir as estratégias: agora é hora de decidir qual ação será utilizada. É o momento de reunir ideias e sugestões de como aplicar a gamificação na empresa, de modo a atender de maneira assertiva às necessidades da corporação. Também é o momento de avaliar os custos e estabelecer um orçamento para a aplicação da estratégia desejada.

5- Mensuração: é importante realizar testes e pesquisas de satisfação e de desempenho após a realização das estratégias, de modo a analisar a efetividade da gamificação na empresa. Além disso, esse passo é importante para acompanhar os colaboradores que se destacaram e os resultados obtidos por eles.

Por que a gamificação na empresa funciona?

Aplicar a gamificação em contextos corporativos pode trazer muitas vantagens para os negócios. Reunimos aqui os principais fatores extraídos de jogos que contribuem para o sucesso da gamificação na empresa:

  • Metas: muitas empresas já utilizam o sistema de metas para acompanhar o desempenho das equipes e motivá-las a alcançar um resultado. A gamificação é vantajosa para as empresas por utilizar estratégias de jogos para estabelecer metas aos colaboradores. Um exemplo de como isso pode ser aplicado é a criação de metas para equipes de vendas, de forma que a cada meta batida, a equipe possa ganhar um prêmio.
  • Regras: assim como em jogos, as regras das estratégias de gamificação devem deixar claro o que cada colaborador deve ou não deve fazer em suas atividades cotidianas para que conquistem o prêmio combinado na política de gamificação. É fundamental que o departamento de recursos humanos estabeleça um regulamento ao implementar uma estratégia de gamificação para manter o trabalho alinhado e para o bom andamento da ação.
  • Feedback: quando um personagem de um jogo coleta uma moeda, por exemplo, seu desempenho, seu nível de vida ou seu dinheiro aumentam.

Do mesmo jeito que os jogos estão sempre oferecendo feedbacks a respeito do desempenho dos personagens, a gamification na empresa deve incentivar a cultura da avaliação de desempenho e de feedback para as atividades realizadas pelos funcionários.

  • Participação voluntária: com todos esses fatores, o colaborador se sente mais atraído a participar do desafio, pois passa a ter incentivos e motivação para atingir as metas da empresa. Isso tudo contribui para que os funcionários sejam mais proativos.
  • Aprendizado: assim como num jogo, a estratégia de gamificação na empresa deve ensinar novos colaboradores como jogar. Ou seja, as regras e rotinas da organização devem ser repassados a novos colaboradores e, a longo prazo, contribuir para o aprendizado dos funcionários.
  • Premiação: reconhecer o trabalho dos colaboradores e premiá-los por suas conquistas também é um fator dos games que funciona em qualquer estratégia de gamificação. Isso faz com que os funcionários se sintam valorizados, o que os torna parte fundamental no atingimento de metas.

Ideias de gamificação e como aplicá-las:

Muitos gestores e membros do departamento pessoal nas empresas ficam receosos diante da possibilidade de estabelecer estratégias de gamificação na empresa na qual trabalham. Isso se dá pela falsa impressão de que aplicar a gamificação é muito complexo ou trabalhoso. 

A realidade é que o funcionamento dessa técnica é muito mais simples do que parece, exigindo apenas a análise prévia que explicamos acima. Reunimos aqui algumas maneiras através das quais a gamificação pode ser aplicada:

  • criação: incentivar o desenvolvimento da criatividade dos colaboradores, de modo que eles tenham que criar algo novo que se relacione de forma relevante à realidade da empresa;
  • ponto de partida: a ideia aqui é fazer com que os participantes busquem soluções para um problema pré-estabelecido;
  • simulação: simula circunstâncias reais do dia a dia da empresa de modo a incentivá-los a decidir como agir diante de cada situação;
  • pesquisa e documentário: incentiva a pesquisa sobre determinado assunto ou treinamento a fim de promover maior engajamento com o tema e aplicação no cotidiano.

Além disso, reunimos algumas ideias de gamificação que podem ser aplicadas no dia a dia das empresas sem grandes investimentos e que podem contribuir para o aumento de engajamento dos funcionários e minimização de problemas internos.

1- Quiz: os principais objetivo desse método podem ser promover o alinhamento entre os funcionários e os valores da empresa ou promover a troca de conhecimento entre os diversos departamentos. 

A equipe de recursos humanos pode elaborar um quiz com perguntas sobre os principais direitos trabalhistas dos funcionários, como pagamento de horas extras ou de adicional noturno, e dispará-lo para as demais equipes, por exemplo. Isso contribuiria não apenas para a troca de conhecimentos entre as áreas, mas num maior entendimento sobre as funções de cada uma.

Uma equipe de vendas poderia elaborar um quiz com os pontos-chave para fechar uma venda no dia a dia, por exemplo, e divulgá-la para a equipe de marketing. Isso contribuiria para a criação de produtos e campanhas que atendam melhor às necessidades dos vendedores e do consumidor final. Os colaboradores que tiverem um maior número de acertos nos questionários podem acumular pontos ou ganhar prêmios.

2- Detetive: a cada semana, a equipe responsável por desenvolver as ações de gamificação deve criar perfis para alguns colaboradores, reunindo informações sobre hobbies, gostos pessoais e características físicas, porém sem colocar o nome ou foto destes colaboradores. 

A ideia é divulgar esses perfis nos canais de comunicação interna para que os demais funcionários adivinhem de quem são os perfis criados. Os palpites devem ser reunidos ao longo da semana e para cada acerto, os funcionários acumulam pontos. No final das rodadas, o colaborador com maior número de pontos pode ganhar um prêmio.

3- Tic-Tac: as estratégias de gamificação podem ser aplicadas também para auxiliar a reduzir de atrasos de funcionários e no controle de banco de horas. O departamento pessoal da empresa pode estabelecer dinâmicas individuais ou em equipe nas quais os colaboradores que tiverem menos índices de atrasos ou menos descontos de horas negativas no mês serão premiados. 

Os resultados podem ser acompanhados através do sistema de controle de ponto utilizado pela empresa. A mywork oferece um sistema de controle de ponto digital muito prático, que pode ser utilizado tanto para que o departamento pessoal acompanhe os horários dos colaboradores quanto para que os próprios funcionários acessem o controle de ponto pelo celular.

Benefícios da gamificação:

Os jogos apresentam uma vantagem quase universal: podem conquistar diversos públicos, independente da geração. Isso é muito vantajoso para as corporações, não apenas porque permite que a estratégia de gamificação seja aplicada continuamente, independente do tempo de casa de cada colaborador, mas também porque contribui para o desenvolvimento de várias habilidades comportamentais, como por exemplo:

  • Persistência:

O colaborador que busca conquistar prêmios e vantagens estabelecidos pela estratégia de gamificação não desiste com facilidade. A cada desafio ou erro os funcionários tendem a mudar suas estratégias para executar o trabalho e se tornam cada vez mais persistentes, o que contribui para o desenvolvimento correto de suas atividades.

As eventuais falhas são encaradas como uma oportunidade de aprendizado e incentivo para tentar outras alternativas para a conquista dos resultados, o que também contribui para o desenvolvimento do senso crítico e da capacidade de solucionar problemas.

  • Otimismo:

A partir do momento em que o colaborador passa a adotar um comportamento mais persistente e proativo, a tendência é que os resultados comecem a aparecer. Isso contribui para o aumento do otimismo no ambiente de trabalho e nos resultados. Um jogador motivado está sempre buscando novas estratégias para conquistar mais uma medalha ou mais vidas, e o mesmo acontece com os funcionários.

  • Competição saudável e cooperação:

Nos jogos, o sentimento de cooperação é fortalecido quando os desafios dependem de toda a equipe para serem superados. Nas empresas é a mesma coisa: quando uma tarefa depende de mais de um membro da equipe (ou até mesmo de mais de uma equipe) para ser finalizada, o sentimento de cooperação aumenta muito entre os funcionários, que precisam trabalhar juntos e confiar uns nos outros para atingir o objetivo final. 

Isso contribui não apenas para a maior integração entre as atividades e membros das equipes, mas também para a troca de conhecimentos e para estabelecer uma competição saudável.

Nenhum comentário em GAMIFICAÇÃO NA EMPRESA

Deixe uma resposta