Tipos de Plano de Saúde: Como Escolher? 3 semanas atrás

Você sabe quais são os diferentes tipos de plano de saúde que existem no Brasil?

Embora nosso país conte com o Sistema Único de Saúde (SUS), que oferece tratamentos médicos e hospitalares de forma gratuita para a população brasileira, muitos indivíduos não querem depender unicamente deste recurso para a realização de exames, internações, tratamento de doenças, etc. Isso acontece porque, apesar de gratuito, o sistema de saúde pública no Brasil ainda é insuficiente para atender toda a demanda da população por tratamentos de qualidade.

Ter a saúde em dia é fundamental e, nos últimos anos, pesquisas apontam que cerca de 47 milhões de indivíduos contam com a cobertura de algum dos tipos de plano de saúde no país. Para os trabalhadores brasileiros, a ocorrência de doenças e distúrbios na saúde pode prejudicar muito a vida profissional e pessoal, resultando em afastamento do trabalho e até mesmo na solicitação do auxílio-doença.

Por isso, a saúde deve ser uma preocupação não apenas dos colaboradores, mas das empresas como um todo. Várias organizações já oferecem diferentes tipos de plano de saúde como um benefício a seus funcionários e dependentes, o que é visto como um diferencial positivo da empresa frente ao mercado de trabalho.

Mas, afinal, quais são os diferentes tipos de plano de saúde? Como funcionam os planos de saúde corporativos? Como escolher a melhor opção de plano de saúde para mim e para meu negócio?

Essas dúvidas são extremamente comuns tanto para empregadores quanto para os colaboradores das empresas, afinal, existem diversos tipos de plano de saúde, sem falar nas várias coberturas e operadoras que podem atender às necessidades dos indivíduos.

Pensando em facilitar o entendimento de como funcionam os diferentes tipos de plano de saúde no Brasil, a mywork reuniu neste artigo as principais informações sobre o assunto, trazendo um panorama completo a respeito dos diversos planos que existem, inclusive aqueles voltados para as empresas e seus colaboradores.

Além disso, vamos te ajudar a entender qual tipo de plano é o mais adequado para você!

Quer saber mais sobre o assunto? Continue com a leitura!

Qual é a importância dos planos de saúde?

Com o passar dos anos, os cuidados com a saúde e bem-estar vêm crescendo no Brasil.

Os planos de saúde são recursos importantes para aqueles que desejam cuidar do corpo nas diferentes fases da vida e ter uma garantia de que o atendimento será possível em hospitais e clínicas fora da rede pública de saúde, pois os diferentes tipos de plano de saúde permitem que tratamentos sejam feitos em laboratórios e hospitais particulares, por exemplo.

Os planos de saúde, portanto, são importantes para que os indivíduos possam se proteger caso tenham doenças ou acidentes graves que exijam tratamentos com custos elevados e não precisem depender exclusivamente do sistema público de saúde.

Por que é importante uma empresa oferecer planos de saúde aos colaboradores?

Os planos de saúde não são um gasto supérfluo para as empresas ou para os trabalhadores. Pelo contrário! Ao oferecer planos de saúde aos colaboradores, a empresa mostra que se preocupa com a saúde e qualidade de vida de seus funcionários.

Dessa forma, oferecer planos de saúde na empresa é uma forma de valorizar o bem-estar dos trabalhadores, além de ser um diferencial competitivo frente a outras organizações do mercado, funcionando não apenas como um recurso para valorizar o capital humano da empresa, mas também como uma ferramenta de atração e retenção de talentos.

Quais são os tipos de plano de saúde que existem no Brasil?

Há uma série de planos de saúde que podem ser contratados por cidadãos e empresas no Brasil. A seguir, você poderá consultar os tipos de plano de saúde para entender sobre todas as opções existentes e suas particularidades.

Plano de saúde individual ou familiar

Esse tipo de plano de saúde pode ser contratado por qualquer pessoa física, ou seja, um indivíduo ou uma família inteira. A cobertura do plano é focada nas necessidades particulares dos contratantes, de acordo com o perfil de cada um e esse tipo de plano de saúde oferece descontos e gratuidade em consultas e acomodações hospitalares em casos de internações.

Esse plano é ideal tanto para aqueles que não têm uma família quanto para aqueles que desejam incluir dependentes na cobertura do plano. Ao optar pela modalidade familiar, o contratante tem direito de incluir como dependentes: pais, filhos, cônjuges e enteados. A grande vantagem da modalidade familiar é que o pacote é mais acessível do que o modelo individual.

Além disso, o plano individual ou familiar tem como características principais:

  • Adesão livre;
  • Relação direta entre operadora e cliente para cobranças;
  • Rescisão livre de multas (a não ser em casos de fraudes ou ausência de pagamento).

Plano de saúde corporativo

Os planos corporativos (ou empresariais) são aqueles oferecidos aos trabalhadores que colaboram com as atividades de uma pessoa jurídica. Em outras palavras, são os planos que englobam os empregados de uma organização de diversas formas.

As regras que regem essa modalidade de plano de saúde dizem que a empresa pode oferecer o benefício a sócios e administradores, estagiários, aposentados, menores aprendizes, trabalhadores temporários e familiares dos colaboradores da organização, desde que tais extensões do benefício estejam previstas em contrato com a operadora contratada.

Nesta modalidade, a empresa faz a contratação do plano de saúde junto a uma operadora e, após essa contratação, oferece o plano aos colaboradores como um benefício trabalhista.

Geralmente, o pagamento da mensalidade do plano de saúde é dividido entre  a empresa e o trabalhador a ela vinculado, sendo que a maior parte do valor é paga pela empresa.

Vale ressaltar que o plano empresarial é um dos dois tipos de plano de saúde coletivo que existem no Brasil.

Coletivo por adesão

O plano de saúde coletivo por adesão é voltado para os indivíduos que compartilham afinidades em sua área de atuação, categoria profissional ou cargo. Ou seja, é o plano indicado para quem quer contratar o serviço através de sindicatos, conselhos ou entidades de classe e associações profissionais.

Nesse caso, a instituição trabalhista é responsável pela contratação do plano de saúde e, para aderir ao plano, o cliente deve estar comprovadamente vinculado com esta instituição. A cobrança é realizada pela instituição contratante diretamente ao beneficiário e a rescisão é isenta de multas.

Como funciona o plano de saúde com coparticipação?

O plano de saúde com coparticipação é aquele em que o usuário paga, além do valor fixo mensal do plano, uma parcela pelos serviços utilizados. A pequena taxa cobrada possibilita que os indivíduos tenham um plano de saúde com o valor de mensalidade mais baixo que a média do mercado.

Entre os serviços que são cobrados no plano de saúde com coparticipação estão: Consultas médicas, exames simples, exames especializados e internações.

Plano de saúde para MEI

Os Microempreendedores Individuais podem contratar um plano de saúde com até 35% de desconto sobre o valor do plano individual e o plano funcionará da mesma forma que um plano de saúde empresarial. Mas é importante lembrar que essa modalidade de plano de saúde só é permitida para os MEIs que têm um funcionário contratado!

Por que é interessante para uma empresa oferecer planos de saúde aos colaboradores?

Muitas empresas investem na oferta de planos de saúde aos seus colaboradores pois o cuidado com a saúde é um dos pontos mais importantes na vida de qualquer um. Muitos profissionais, quando preenchem uma vaga de emprego, entendem que ter um plano de saúde como um dos benefícios trabalhistas é um diferencial competitivo entre as empresas.

A seguir, você poderá entender mais a respeito das vantagens em ter um plano de saúde empresarial em sua organização!

Atração e retenção de talentos

Além de avaliar se as oportunidades de crescimento e o salário de uma vaga estão de acordo com seu plano de carreira, os profissionais avaliam os benefícios corporativos que são oferecidos juntamente com a vaga que ocupam numa organização.

Dessa forma, as empresas que oferecem planos de saúde para os trabalhadores já saem em vantagem em relação àquelas que não dão esta benefício aos seus empregados, pois isso permite que o trabalhador conte com tratamentos médicos e hospitais de qualidade além daqueles oferecidos pelo SUS.

Da mesma forma, planos de saúde corporativos são importantes para a retenção de talentos da empresa, pois o acesso à saúde particular pode ser decisivo para o profissional que pensa em mudar de empresa.

Aumento do engajamento e da satisfação interna

A qualidade de vida dos trabalhadores sem dúvidas tem um impacto direto em seu desempenho no trabalho. Quando uma empresa oferece benefícios relevantes, como é o caso dos planos de saúde corporativos, há uma segurança na qualidade de vida dos profissionais e uma contribuição para o aumento da produtividade entre as equipes.

O cuidado com a saúde física e mental é muito importante para manutenção de níveis positivos de autoestima e satisfação e esses fatores estão diretamente relacionados com o aumento do engajamento dos colaboradores com as atividades diárias.

Redução do turnover e do absenteísmo

Os planos de saúde também tendem a diminuir o índice de turnover e os índices de absenteísmo nas empresas.

Quando um colaborador tem acesso a um plano de saúde, o número de faltas e atrasos tende a cair, pois é mais raro que o trabalhador tenha que enfrentar longas filas ou se ausentar durante um dia de trabalho inteiro para a realização de exames, por exemplo. Ao mesmo tempo, quando o plano de saúde empresarial engloba também os dependentes do colaborador, os índices de absenteísmo tendem a diminuir, já que tal dependente passa a ter acesso a médicos e exames de qualidade.

O que deve ser considerado no momento de escolher um plano de saúde empresarial?

Como um plano de saúde corporativo será destinado às mais diversas equipes de uma empresa, é necessário que haja um profundo conhecimento a respeito da vida dos colaboradores, para que o plano escolhido atenda às particularidades de cada um.

Antes de contratar o plano de saúde, portanto, é importante que a empresa analise o perfil de cada um dos funcionários e suas necessidades, pois apenas conhecendo os trabalhadores a organização será capaz de selecionar a melhor solução.

Dessa forma, é importante analisar: faixa etária média dos funcionários, número de dependentes, sexo, localização da residência, existência de doenças crônicas, riscos no trabalho, etc.

Além disso, no momento de avaliar qual é a melhor opção de plano corporativo, é importante saber:

Cobertura do plano de saúde

A cobertura diz respeito a todos os procedimentos que estão inclusos no plano de saúde sem que haja nenhum aumento no valor do plano. No geral, ela costuma incluir:

  • Exames;
  • Consultas;
  • Tratamentos;
  • Partos;
  • Internações;

Esses serviços, claro, podem sofrer algumas alterações entre um plano e outro. Alguns planos de saúde podem não incluir internações, por exemplo, e por isso é importante consultar o site da Agência Nacional de Saúde (ANS) para consultar os procedimentos obrigatórios que todos os planos devem oferecer.

Como funciona o período de carência dos planos de saúde corporativos?

Da mesma forma que acontece com os planos tradicionais, existe um período de carência para a utilização de soluções de planos de saúde corporativos. O período pode variar entre um contrato e outro, mas costuma seguir as regras da ANS, que determinam como tempo de carência:

  • 300 dias para partos;
  • 180 dias para tratamentos terapêuticos, cirurgias, internações e exames complexos;
  • 30 dias para exames básicos e consultas;
  • 24 horas para emergências.

Normalmente, essa carência é válida para empresas com menos de 30 funcionários e as organizações de maior porte, que contam com equipes mais numerosas, ela pode ser negociada.

Quais são os principais tipos de plano de saúde corporativo?

Para ajudar nossos leitores a entender melhor sobre os principais tipos de plano de saúde que existem no Brasil, reunimos algumas informações sobre cada um deles a seguir:

Plano de referência: é o plano mais completo e cobre consultas, exames laboratoriais e de imagem, internações hospitalares, atendimentos de emergência, cirurgias e diversos tratamentos. O plano também cobre atendimento obstétrico.

Plano hospitalar: esse plano foca no atendimento hospitalar completo e de qualidade, cobrindo cirurgias, internações e demais procedimentos que envolvem o universo dos hospitais.

Plano hospitalar obstétrico: muito parecido com o plano hospitalar, este plano de saúde oferece um atendimento especializado de obstetrícia, que é muito importante para gestantes, pois inclui procedimentos do pré-natal, partos e pós-parto.

Plano ambulatorial: esse plano é uma versão enxuta do plano de referência e costuma englobar consultas em clínicas e outros ambientes médicos. Além disso, o plano cobre alguns tratamentos e internações de até 12 horas.

Plano odontológico: além dos planos de saúde, algumas empresas oferecem planos odontológicos aos colaboradores. Esse tipo de plano, que é contratado à parte, cobre consultas, emergências, cirurgias e exames odontológicos.

Considerações finais

Escolher um plano de saúde nem sempre é uma tarefa fácil, pois além dos custos e da cobertura oferecida pelo plano, é preciso avaliar se a solução escolhida atende às necessidades do contratante e, se for o caso, de seus dependentes. A melhor opção entre os tipos de plano de saúde, portanto, é aquela que melhor se adequa ao perfil do contratante, seja ele individual, familiar, por adesão, MEI ou empresarial.

Ter um plano de saúde pode fazer a diferença na qualidade de vida de seus colaboradores e na saúde da sua empresa, pois a gestão de pessoas no que diz respeito ao turnover e ao absenteísmo, tende a ficar muito mais simples.

E para tornar o seu dia a dia de gestão ainda mais prático e ágil, você pode contar com as soluções da mywork. Nosso sistema de controle de ponto online e gestão de Departamento Pessoal permite que você faça todo o controle de frequência dos colaboradores, bem como acompanha o banco de horas, faltas, afastamentos do trabalho e outras vertentes que impactam no dia a dia de trabalho.

Você pode testar a mywork gratuitamente durante 15 dias clicando aqui!

Nenhum comentário em Tipos de Plano de Saúde: Como Escolher?

Deixe uma resposta