Seguro Contra Incêndio nas Empresas 2 meses atrás

Você sabe como funciona o seguro contra incêndio?

Quando há a intenção de alugar um imóvel para fins comerciais ou até mesmo residenciais, é normal que surjam dúvidas a respeito das principais responsabilidades dos locadores e locatários. Afinal, a relação que envolve o aluguel também envolve todas as questões relacionadas à proteção e preservação do imóvel.

É claro que ninguém busca um imóvel imaginando as situações que podem resultar em problemas para o ambiente alugado, pois a intenção do aluguel costuma ser a estadia duradoura daqueles que usarão o espaço. 

No entanto, é importante que ambas partes envolvidas no aluguel estejam cientes das medidas que devem ser tomadas para evitar problemas futuros.

Uma dessas medidas voltadas para a proteção de um imóvel é justamente o seguro contra incêndio.

Novamente: é claro que ninguém espera que algo tão desastroso como um incêndio aconteça, especialmente nas dependências de uma empresa, no entanto, a possibilidade não deixa de existir. Inclusive, dependendo do ramo de atuação da empresa, a chance de algum acidente envolvendo fogo é maior do que se imagina.

O seguro contra incêndio é importante para proteger tanto o espaço alugado quanto os bens existentes em seu interior e todos os contratos de locação de imóveis já são obrigados por lei a incluir o seguro de incêndio. É preciso, contudo, que os locatários tenham muita atenção no momento de escolher o tipo de seguro contra incêndio, pois é preciso saber ao certo o que cada plano cobre.

Neste artigo, vamos te explicar mais sobre como funciona o seguro contra incêndio e por que ele é tão importante para as empresas.

Quer saber mais?

Continue com a leitura!

O que é o seguro contra incêndio?

O seguro contra incêndio é uma forma de proteger todo patrimônio assegurado de potenciais danos causados pelo fogo. Em outras palavras, o seguro protege imóveis comerciais, residenciais e empresariais contra incêndios, raios e explosões.

“Mas as chances de alguma situação grave acontecer são mínimas!”, você pode pensar. De fato, a incidência de incêndios e outros acidentes relacionados é pequena quando comparada a outras situações, mas as chances de algum problema com fogo acontecer não são nulas.

Pense num estabelecimento que lida diariamente com alimentação, como um restaurante ou uma padaria, por exemplo. Se houver um vazamento de gás durante a noite, enquanto todo o ambiente está fechado, há o risco de haver uma explosão caso o gás acumulado entre em contato com uma faísca (sendo que esta pode ser causada pelo simples ato de acender as luzes).

Num cenário como este, a situação por si só já traria muitos problemas para o estabelecimento: haveria o risco de vida dos donos do negócio e seus colaboradores, bem como para o comércio ao redor do local, sem falar ainda da perda material de mesas, louça, equipamentos eletrônicos, alimentos armazenados e muito mais. (Note que o mesmo problema poderia acontecer neste e em qualquer outro local com uma simples pane da rede elétrica).

Com o seguro contra incêndio, a situação muda um pouco. Embora ele não impeça o acidente de acontecer, o seguro fornece o respaldo financeiro para que o imóvel afetado seja reconstruído e os bens perdidos, substituídos.

Assim, esse seguro é um dos métodos que existem para garantir certa proteção e respaldo diante de prejuízos causados pelo fogo.

Como funciona o seguro contra incêndio?

Da mesma forma que ocorre com outros tipos de seguro, existem vários planos de cobertura para o seguro contra incêndio e o mais indicado é que os interessados em contratar essa solução procurem um corretor, pois ele saberá indicar qual é a solução ideal para cada caso.

Para situações em que há locação de um imóvel, a Lei do Inquilinato determina os direitos e deveres do locador e do locatário, regulamentando também a questão do seguro contra incêndio. A lei aponta que o dono do imóvel tem o dever de pagar o seguro, a não ser que no contrato de locação esta responsabilidade seja apontada como do inquilino.

Quando pensamos nas regras para as empresas, no entanto, a Lei determina que as organizações são obrigadas a ter um seguro contra incêndio para seus bens imóveis e móveis. Dessa forma, os donos de um negócio são obrigados, por lei, a investirem nessa proteção de patrimônio.

Quando o seguro de incêndio é acionado?

Em toda situação em que houver um sinistro (que é qualquer situação em que o bem segurado é prejudicado de alguma forma), o contratante do seguro de incêndio deve acionar a seguradora o mais rápido possível para solicitar a indenização.

O contratante do seguro deve pedir informações detalhadas por escrito de tudo que deve ser feito para assegurar o pagamento da indenização, além de seguir rigorosamente todas as instruções passadas.

Uma vez que o pedido de sinistro é apresentado, a empresa seguradora do imóvel (no caso do seguro contra incêndio) enviará um perito para avaliar o prejuízo causado ao bem (no caso, o imóvel).

A partir da avaliação do perito, a seguradora tem um prazo de 30 dias corridos para efetuar o pagamento, mas o prazo poderá ser estendido se houver a solicitação de outros documentos ou de mais informações sobre o ocorrido.

Quanto custa o seguro contra incêndio?

O custo do seguro de incêndio pode variar de acordo com a localização e com o valor da propriedade segurada, bem como com todos os itens que serão incluídos na cobertura. 

Apesar disso, os custos com o seguro contra incêndio são muito menores do que os valores de uma reforma ou reconstrução de patrimônio, sem contar que o valor pago ao seguro pode ser parcelado e pago mensalmente.

Quais são os principais benefícios do seguro de incêndio?

Agora que você já entendeu a parte mais técnica do seguro contra incêndio, vamos falar um pouco mais sobre os principais benefícios deste seguro para o dia a dia das empresas.

  • Proteção do imóvel e do ambiente de trabalho

É muito difícil que uma empresa consiga prever com exatidão o prejuízo causado por acidentes envolvendo incêndios, pois nunca se sabe a proporção que esse tipo de desastre pode tomar.

No entanto, o seguro contra incêndio é uma forma de preservar parte do imóvel e do patrimônio que existe no ambiente de trabalho, pois a solução oferece uma garantia de reembolso monetário caso a empresa ou comércio enfrente problemas com fogo.

Além disso, o seguro também pode cobrir os custos com reformas e reposição de materiais após o incidente, o que também pode representar um bom alívio financeiro para os negócios.

Também vale mencionar que muitos planos de seguro também incluem pequenos reparos ao estabelecimento, como manutenção da rede elétrica, reparos hidráulicos, entre outras atividades que visam a preservação do patrimônio.

  • Preservação de áreas comuns

As companhias de seguro costumam desenvolver soluções muito variadas, com o intuito de proteger patrimônios diante das mais diversas situações.

Supondo que uma empresa tenha um pequeno prédio comercial próprio, com garagem e jardim externo, é possível encontrar soluções de seguro contra incêndio que garantam a proteção do patrimônio encontrado também nestes locais, afinal, nunca se sabe onde o incêndio pode começar.

Há muitos prédios comerciais que já contam com esse tipo de solução em seus contratos de administração de condomínios, pois assim as empresas podem ter a liberdade de contratar soluções que atendam melhor às suas necessidades em seu respectivo andar ou espaço alugado.

  • Reembolso de bens materiais atingidos

A seguradora de um estabelecimento comercial ou de uma residência pode reembolsar o valor de itens afetados pelo fogo, como impressoras, eletrodomésticos, computadores, móveis, etc. Para que isso seja possível, é necessário que tais bens sejam incluídos no contrato de seguro como uma forma de garantia do reembolso.

Sempre é interessante que os contratantes do seguro contra incêndio pesquisem as melhores opções de seguradora e conversem com corretores de seguros para identificarem as melhores condições de contratação desse tipo de solução.

  • Vigilância

Muitas vezes, após a contenção de um incêndio, há pessoas que tentam invadir o imóvel afetado para tentar recuperar computadores, eletrodomésticos, móveis e outros itens que ainda estejam em bom estado. Também há situações em que tais pessoas tentam invadir estabelecimentos em busca de dinheiro e outros objetos de valor que sejam facilmente furtados.

Muitas empresas de seguros enviam profissionais especializados para fazer a vigilância do local impactado pelo incêndio, de forma a impedir furtos e invasões.

  • Prevenção

Muitas pessoas dizem que contratamos alguns seguros na esperança de nunca usá-los e isso pode ser aplicado ao seguro contra incêndio, pois ninguém quer ter que usar essa solução.

No entanto, essa prevenção é importante para preservar o bem estar patrimonial dos contratantes, além de ser uma garantia de que uma empresa especializada e preparada para lidar com esse tipo de situação ficará encarregada de solucioná-la se for necessário.

O seguro contra incêndio é apenas uma das centenas formas de proteger o patrimônio da sua empresa. 

Há outras formas para se preservar o capital humano e o patrimônio intelectual do seu negócio, como é o caso de programas de desenvolvimento de funcionários e soluções de controle de ponto online para gestão de jornada. 

A mywork pode te ajudar com a preservação de dados sensíveis da sua empresa! Clique aqui e teste nossa solução de controle de ponto online gratuitamente durante 15 dias!

Nenhum comentário em Seguro Contra Incêndio nas Empresas

Deixe uma resposta