PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS: GUIA COMPLETO 2 semanas atrás

O plano de cargos e salários é uma das estratégias mais comuns para a gestão de pessoas nas empresas. De forma geral, ele é pensado para organizar a gerenciar questões referentes aos colaboradores da organização, principalmente no que diz respeito às suas carreiras e ao pagamento de salários.

Empresas de diferentes tamanhos consequentemente têm diferentes cargos a serem ocupados pelos colaboradores. No entanto, independente do tamanho, muitas empresas não têm uma delimitação clara a respeito dos cargos e atividades que devem ser desenvolvidas por cada um dos funcionários, o que resulta numa sobreposição de tarefas e responsabilidades.

Este cenário de desorganização pode impactar negativamente nas atividades da empresa, pois, quanto mais sobrepostas as atividades das equipes, maiores são as chances de que os resultados obtidos reflitam a desorganização das atividades que cada um é responsável por desenvolver.

A estruturação de um plano de cargos e salários é uma estratégia muito útil para o dia a dia das companhias, mas nem todos os gestores têm o conhecimento a respeito desta técnica e de suas vantagens para a gestão de pessoas. A existência do plano permite a construção de planos de carreira para os colaboradores e impulsiona o crescimento não apenas dos funcionários, mas dos negócios como um todo.

Com o objetivo de ajudar você a entender mais sobre esse assunto, nós da mywork elaboramos este artigo com as principais informações a respeito do plano de cargos e salários. Ao longo do texto, você vai encontrar os conceitos que caracterizam o plano, os principais benefícios de adotá-lo na empresa e uma série de dicas fundamentais para a implementação em sua empresa.

Já aproveitamos para destacar que um plano de cargos e salários exige uma estruturação detalhada e cuidadosa, então preste bastante atenção para entender tudo sobre o assunto! Vamos lá?

O que é um plano de cargos e salários?

Quando falamos de um plano de cargos e salários estamos nos referindo, literalmente, ao plano que é traçado para a organização de cargos profissionais de acordo com a relevância e importância de cada atividade para os negócios e, consequentemente, para a mensuração dos salários adequados para cada cargo hierárquico dentro da empresa.

Como mencionamos acima, um plano de cargos e salários é uma estratégia fundamental para a gestão de pessoas nas empresas.

O plano surgiu a partir da necessidade de estruturação de cargos para empresas de diferentes tamanhos. 

Um pequeno negócio pode contar apenas com três tipos de cargos, enquanto uma grande corporação pode contar com mais de centenas de cargos a serem ocupados em seu organograma. Por isso, o plano de cargos e salários é utilizado para que a organização dos cargos ocupados por cada um, bem como a remuneração, seja possível.  Isso permite não só uma melhor estruturação interna das funções dos colaboradores, como também permite que todos tenham um entendimento claro a respeito das oportunidades de crescimento dentro da empresa.

Dessa maneira, portanto, o plano de cargos e salários é um relatório no qual estão organizados e detalhados todos os cargos de uma empresas com as respectivas remunerações para cada um.

Por que o plano de cargos e salários é importante?

Com a estruturação de um plano de cargos e salários, é possível mapear corretamente todas as funções que serão exercidas pelos colaboradores da empresa e quais são as responsabilidades de cada cargo. Juntamente com isso, é possível estabelecer o pagamento adequado para cada um dos cargos de acordo com diversos critérios, como o grau de qualificação, nível de experiência, tipo de atividade, complexidade das tarefas, etc.

Por informar as demandas de cada cargo, as competências e habilidades exigidas pelos colaboradores e a remuneração oferecida, o plano de cargos e salários oferece uma visão sistêmica e estratégica para a gestão de pessoas da empresa, funcionando como um guia interno para gestores e equipes.

Além disso, um plano de cargos e salários permite que as empresas compreendam com mais clareza qual é o perfil dos colaboradores que precisa ter em seu quadro de funcionários, para que as tarefas e funções a serem feitas sejam conduzidas de maneira correta. Assim, o plano ajuda tanto na organização e orientação interna dos colaboradores, mas também contribui para o processo de contratação assertiva de novos talentos para a empresa.

Qual é a diferença entre o plano de cargos e salários e o plano de carreira?

Apesar dos nomes parecidos, é importante não confundir as duas coisas!

Enquanto o plano de cargos e salários é o documento de organiza a estrutura interna de funções e salários a serem pagos para cada cargo dentro da empresa, o plano de carreira é um programa estruturado que estipula o caminho que cada funcionário pode percorrer dentro de uma empresa.

Ou seja, o plano de carreira é aquele que realmente serve para orientar o profissional individualmente a respeito de seu futuro profissional. Mas é importante ressaltarmos a relação que existe entre ambos planos!

Com a estruturação adequada e cuidadosa do plano de cargos e salários, tanto os gestores de Recursos Humanos e de equipes, quanto os colaboradores, terão um panorama muito claro e organizado a respeito da hierarquia da empresa, dos departamentos que têm relação direta em suas atividades, das funções detalhadas de cada um dos cargos e das oportunidades de crescimento que existem dentro da organização.

Assim, com uma visão organizada do quadro interno, é possível que os colaboradores, juntamente com seus líderes diretos e com o departamento de Recursos Humanos, tracem um plano de carreira factível e alinhado com as oportunidades oferecidas pela organização e as competências do profissional.

Se você quiser entender mais sobre o plano de carreira e suas particularidades, nós temos um artigo completo com todas as informações que você precisa saber sobre o assunto! Basta clicar aqui. 

Como fazer um plano de cargos e salários?

Resumidamente, podemos dizer que a criação do plano de cargos e salário conta com alguns pontos principais: é necessário fazer a análise e avaliação dos cargos e a pesquisa, estruturação e política salarial.

Vamos falar mais detalhadamente sobre as etapas de implementação de cargos e salários a seguir.

  • Estruturação e análise dos cargos

Essa é a primeira etapa do processo de criação do plano. Aqui, é fundamental que se faça um levantamento de todos os cargos existentes (e a serem criados, se for o caso) na empresa, de forma a evidenciar e organizar as áreas e a importância que cada um tem para o bom andamento dos negócios. A organização em um organograma e a avaliação de cada um é fundamental para elencar níveis de hierarquia, funções, etc. 

Além disso, é indispensável descrever detalhadamente cada uma das atividades que devem ser exercidas ou coordenadas por cada ocupante de cada cargo. Isso ajuda não só a evitar sobreposições, mas organiza as tarefas de forma clara e orientada. 

  • Definição das competências dos ocupantes

Juntamente com a estruturação e análise dos cargos, é importante definir claramente quais são as competências necessárias para cada profissional que ocupará as vagas em questão. Com competências, estamos nos referindo a conhecimentos, habilidades e atitudes que são esperadas dos profissionais que assumirão cada função dentro da empresa. 

Um colaborador pode ter conhecimentos técnicos e teóricos excelentes, mas seu perfil atitudinal e comportamental pode não corresponder às exigências da posição que irá ocupar; Por exemplo, um profissional que lidera uma equipe deve se comprometer a ser exemplo para seus subordinados no que diz respeito não apenas às atividades exercidas, mas também ao bom relacionamento interpessoal, à assiduidade e pontualidade, à promoção de um espírito colaborativo, etc. 

Há várias ferramentas que permitem o monitoramento de tais fatores no dia a dia da empresa, como as avaliações de desempenho, que podem averiguar não apenas os resultados técnicos do profissional, mas também seu comportamento e sistemas de gestão de pessoas, como é o caso do controle de ponto online para monitoramento da assiduidade e pontualidade.

  • Pesquisa de salários

Após o mapeamento inicial explicado, é indispensável que a empresa realize uma pesquisa de salários para investigar quais são os salários e os benefícios que outras organizações oferecem para os profissionais que ocupam posições iguais ou semelhantes àquelas que existem dentro da corporação.

Esse passo permite que a empresa tenha uma base de referência e comparação com seus concorrentes no mercado e adeque seu orçamento às práticas de mercado como uma forma de atrair talentos.

  • Crie a estrutura salarial

Uma vez feita a pesquisa de salários, é hora de criar a estrutura salarial. Essa etapa consiste na organização de salários entre os cargos definidos na empresa. É preciso estimar o orçamento com salários e calculá-lo ao longo do tempo para que seja possível proporcionar um aumento da remuneração dos colaboradores ao longo do tempo.

Esta estruturação deve se basear na relação dos cargos que são ocupados pelos profissionais, no nível de maturidade e competência exigido para cada posição e na faixa salarial.

  • Crie uma política para o plano

Por fim, é fundamental que a empresa tenha uma política que indica as iniciativas e conquistas que os colaboradores devem ter para que possam crescer dentro da empresa, ou seja, subir ou mudar de cargo, afinal, quanto mais alto é o cargo, mais pré-requisitos são exigidos do funcionário. Essa política deve ser clara para que os profissionais tenham caminhos para se desenvolver profissionalmente e pessoalmente.

Benefícios do plano de cargos e salários

Além de contribuir para a organização da empresa, o plano de cargos e salários traz várias vantagens para os colaboradores e para a companhia, como:

  • Retenção e atração de talentos;
  • Aumento da produtividade;
  • Aumento do engajamento com as atividades diárias;
  • Simplificação do processo de seleção e recrutamento;
  • Torna as expectativas para cada cargo e função muito mais claras;
  • Constrói a imagem da empresa como uma boa referência empregadora;
  • Contribui para o aumento da satisfação dos colaboradores;
  • Deixa evidente as possibilidades de crescimento profissional na empresa;
  • Otimiza os custos com salários.

Considerações finais

Você deve ter percebido que o plano de cargos e salários tem uma função estratégica importante dentro das empresas e estruturá-lo de maneira adequada resulta em impactos extremamente positivos para todos os pilares internos de negócio.

Se você quiser contar com outras soluções que contribuem para a gestão de pessoas de sua empresa, otimizando custos e tendo controle de rotinas essenciais para o negócio, você pode testar a mywork gratuitamente durante 15 dias! Basta clicar aqui.

Nenhum comentário em PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS: GUIA COMPLETO

Deixe uma resposta