Como um marcador de ponto digital ajuda a controlar ponto de funcionários remotos 2 anos atrás

marcador-de-ponto-digital-funcionario-externo

Empresas de serviços de limpeza, construção, instalação e manutenção de equipamentos (internet, ar condicionado etc.), com força de vendas itinerante têm todas uma coisa em comum. Todas elas têm dificuldade de controlar o ponto de funcionários externos. Estes funcionários raramente vão até o escritório porque realizam todas (ou pelo menos a grande maioria) de suas atividades de trabalho em outros locais. Controlar o ponto desses funcionários por muito tempo foi facultativo, mas cada vez mais tem virado obrigatório dado a facilidade de se utilizar um marcador de ponto digital para fazer esse registro de jornada de forma barata. Empresas que sofreram ainda com processos trabalhistas no passado têm um incentivo a mais a procurar uma solução para esse problema.

O que está previsto na legislação quanto a controlar ponto de funcionários externos?

A legislação trabalhista referente ao controle de ponto de funcionários é bastante clara. Segundo o artigo 62 da CLT, há apenas três justificativas aceitas para não controlar ponto de certos funcionários: Atividades incompatíveis com fixação de horário de trabalho, cargos de confiança e trabalhadores em regime de teletrabalho (Falamos delas em detalhes neste artigo). Há, no entanto, um grande problema com a lei: ela foi feita na década de 40, época em que nenhuma das tecnologias atuais podia ser prevista. Principalmente no primeiro caso, existia uma zona cinzenta se os funcionários externos, mas com horários pré-definidos, precisavam marcar o ponto.

Contudo, muitas empresas têm optado por utilizar um marcador de ponto digital nestes casos justamente por entenderem que já é possível fazer este controle de jornada na grande maioria das situações. Vendedores externos podem fazer sua marcação de ponto em um celular e trabalhadores em home office podem fazer o mesmo no próprio computador utilizando um sistema moderno de marcar de ponto digital. Com isso, as empresas minimizam os riscos trabalhistas de uma ação e conseguem fazer a gestão da produtividade do funcionário de uma maneira correta. Do lado do funcionário, os seus direitos trabalhistas serão respeitados, incluindo os referentes a horas extras e período de descanso.

Como algumas empresas faziam esse controle sem um marcador de ponto digital?

Algumas empresas prefeririam aceitar o risco e não marcar, ou utilizar um livro ponto. Em alguns casos, inclusive, a marcação do ponto era inviável pois não podia ser verificada de nenhuma maneira. Com isso, fica impossível fazer o controle de horas extras, faltas e do banco de horas dos funcionários. Alguns clientes da mywork que tinham pequenas operações fora se sentiam obrigados a adquirir caros relógios de ponto para fazer o controle de pouquíssimos funcionários. Infelizmente era um problema de longa data que só foi ser resolvido com a criação de um marcado de ponto digital.

Como um marcador de ponto digital facilita este controle?

O marcador de ponto digital permite que os funcionários externos utilizem dispositivos conectados a internet para bater o ponto. Podem ser tanto celulares, tablets ou um computador. Independente de onde estiverem, eles podem acessar o sistema do marcador de ponto digital que fica na nuvem e fazer a marcação de ponto por lá. O gestor desse funcionário também consegue ver em tempo real as informações sobre o ponto batido diretamente na plataforma. Além disso, aqueles relatórios que eram feitos manualmente para serem enviados para contabilidade são criados de forma automática pelo sistema, o que poupa tempo e minimiza erros.

Para aquelas empresas que precisam de mais restrições, um marcador de ponto digital também permite colocar certas regras na hora de bater o ponto. Pode-se limitar o ponto, por exemplo, através de um IP. Dessa forma, caso um ponto seja batido fora de um IP conhecido do sistema (ex: escritório onde o prestador de serviço da empresa esteja trabalhando), o marcador de ponto digital avisará o gestor. É um jeito de dar flexibilidade, mas também garantir que erros e fraudes não ocorram.

A mywork é um marcador de ponto digital que busca resolver esse problema para as empresas de forma barata. Em 2 minutos qualquer empresa pode começar a utilizar a plataforma para fazer o controle de ponto dos funcionários externos de forma segura, barata e dentro da lei. Nós disponibilizamos um teste grátis de 30 dias para todos que quiserem testar a plataforma. Se tiver qualquer dúvida, você também pode entrar em contato conosco que ficaremos feliz em atendê-los!

Nenhum comentário em Como um marcador de ponto digital ajuda a controlar ponto de funcionários remotos

Deixe uma resposta